Carta à minha afilhada

Leticia,

bem-vinda ao mundo.

Você resolveu nascer numa quarta-feira de escorpiana, dia cabalístico de quem se comunica e vem ao mundo com muita voz para dizer o que pensa. Estou ansioso para ver isto acontecendo. E o engraçado que escrevo isso agora, dez horas da manhã, um pouquinho antes de você nascer, mas eu já tenho um grande amor e carinho por você e decidi escrever esta carta que guarde, lembre e saiba como foi o seu dia de chegada ao planeta Terra.

Bom, é um 9 de novembro com crises pela Europa, que uma mulher é presidenta do Brasil está fazendo bonito e tem show do Pearl Jam em Curitiba. Eu vou ao show mais de noitinha e vou ouvir várias músicas pensando em você, no que você vai crescer e ser, em como você vai gostar de um bom rock. Vou dedicar todos meus melhores momentos para pensar em você crescendo brilhante, linda e cheia de luz.

Fora isso, quero dizer que ser seu Padrinho é uma tarefa e tanto que assumo com muita honra. O que de melhor posso entregar e ensinar é viver leve, sem medo e com muito amor. É nisso que acredito e é por isso que escrevo. Quero muito que você se lembre sempre do amor.

Nas horas boas, só o amor confere o sentido às suas conquistas. Ter com quem falar, pra quem contar, ter amigos para rir junto, para fazer um belo brinde e pessoas para dividir.

Nos momentos difíceis, tudo se torna fácil de superar quando vem alguém e nos abraça com amor. Mergulhamos naqueles braços de compreensão e carinho, derramamos lágrimas que são ouvidas antes mesmo de caírem no chão, no lenço ou na jaqueta jeans.

E no calor dos dias ou no vento que bate contra a velocidade da moto, você vai viver os dois momentos. Com amor tomando conta da sua razão e emoção, será capaz de aprender com cada um deles e se tornar uma pessoa formidável com o passar dos dias.

E amar é estender este vínculo a tudo que vive e respira, ao ambiente que nos cerca e à natureza que nos acolhe. É entender que mais vale ser uma pessoa que cultiva e entrega o amor do que possuir o mundo, afinal de contas o amor é a única coisa que supera elevado ao infinito a própria lógica da matemática, pois se multiplica a cada divisão e entrega em que diminuímos o que temos para poder somar e crescer ao nosso redor cheio de sol e dia de nuvem bonita.

Fora amor, o resto todo é bobagem e acontece em decorrência disso. Estudamos em busca da profissão que amamos, nos relacionamos em busca do amor mais pleno e verdadeiro que possamos encontrar, vemos filmes e lemos nossos livros – que deverão ser bem mais digitais quando você crescer – para perceber o aprendizado pelo amor na vida de quem não conhecemos. Viajamos para encontrarmos paisagens que amamos e nos inspiram a viver e amar ainda mais.

A perspectiva é essa. E você nasce com uma vantagem: tem uma porção de gente envolta que já ama você antes mesmo do primeiro choro. Já temos muito para entregar e ensinar. Acredite, receba e ame intensamente. O resto é só resto que você descobrirá aos poucos.

Com muito amor do padrinho,

Felipe Belão

Sobre Belão

Escritor, Professor e Publicitário. Não necessariamente nessa ordem. "Ele soava como um delírio de uma mente cansada da banalidade do segunda-à-sexta. Parecia daqueles que desfilam descuidados pelas ruas, sem se deixar afetar por nada ou ninguém. Com estilo próprio por excelência de consciência e com personalidade mais do que confusa pela falta de linearidade de todas suas idéias, pensamentos, ironias, citações e crises apocalípticas de descontentamento pelo mínimo que o existir exige."
Esse post foi publicado em amor, Nascimento. Bookmark o link permanente.

16 respostas para Carta à minha afilhada

  1. Flávia e Duda disse:

    Lindo.. com sempre!!!

  2. Anna Paula Back disse:

    aimeudeus, que lindo isso!
    e ser padrinho/madrinha não tem preço… quando ainda pequenos e falam pela primeira vez “dinda (o)” quase temos um treco. haha

    Parabéns! :)

  3. Vanessa disse:

    Que linda essa carta de boas vindas a Letícia…

    Elogiar o autor e padrinho eu não vou fazer porque eu sempre faço isso e ele vai ficar se achando … (brincadeira). Receber boas vindas assim que nascemos é maravilhoso, ter uma carta escrita então e mais legal ainda.

    E com uma carta escrita com tanto carinho assim é impossível deixar de amar alguém que nasce em um dia lindo como hoje (esta fazendo sol em Curitiba), e nasce trazendo esperanças para todos nós.
    Vai vendo… acho que eu nem vou ter a oportunidade de conhecer a Letícia e já estou caindo de amores por ela.

    Em fim, para finalizar o meu comentário: Letícia seja bem vinda ao mundo, que a sua passagem pela terra traga amor e paz para a sua família e todas as pessoas que vão lhe rodear, que você possa aprender muitas lições importantes para o seu crescimento e que, alem das pedras que haverá no seu caminho, você seja muito, mas muito feliz.

  4. Belão disse:

    vale, fla e duda… eh bem emocionante mesmo!

  5. Belão disse:

    bem isso, anna… ou escrevia ou tinha um treco… hehe

  6. Belão disse:

    valeu, vanessa.. vc eh sempre mto gentil em seus comentarios… a leticia eh linda… nasceu com 2,620kg.

  7. lg disse:

    Muito bom Belão! Desejo toda a sorte do mundo para sua afilhada. Tomara que quando ela cresça ainda possa encontrar muitos, mais muitos livros que não sejam digitais. A não ser que até lá eles consigam reproduzir o cheiro de um bom livro velho,que nesse instante retiro da minha estante.

    p/ Leticia. Que eu não conheço e que talvez nem conhecerei

    vida nova na terra
    seja bem vinda
    a mais linda flor
    da primavera

    lg

    (mostra esse também, quando ela começar a entender os primeiros versos)

    9.11.11

  8. Belão disse:

    valeu, Léo! sensacional! Obrigado pelo presente. Acredito que escrever para alguém é quando entregamos um pedaço nosso em palavra e sinceridade. valeu mesmo!

  9. luci disse:

    Parabéns aos pais e ao padrinho!
    Quanta emoção!
    Que Deus abençoe todos os dias de vida desta nova família!
    Padrinho também é família!
    Um beijo Letícia!!!!!

  10. é dindo a gente vai precisar de uma mala bem grande cheia de truques pra dar conta do recado… de ser dindo e dinda…

  11. Belão disse:

    é verdade, Andressa… é um trampo ein.. mas vai dar certo.. ela já é sensacional.

  12. Pri (mãe da Leticia) disse:

    Caramba! Só tinha visto o papel real, que está coladinho no livro da história da Lele! Vou imprimir mais os comentários pra ela ler quando conseguir ler e entender! Muito emocionante isso tudo! Você é um dindo muito maravilhoso! Que bom que te escolhemos! Perfeito! Abraços e saudades!

  13. Belão disse:

    Saudades também, Pri! Queria muito estar mais perto nessa fase e ver ela crescendo. To me agilizando pra ir visitar em breve. :)

  14. Angela Hortencia Weber disse:

    Sempre me faz chorar (;

  15. Belão disse:

    :) é bom saber que emociona! Beijo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s