Sol na Biblioteca

Tem dias que o sol teima em se por devagar. O sono vem chegando e o dia não acabou. Há vontade de falar com alguém. Há vontade de conhecer uma morena. Uma loira. Uma ruiva. Há risos preguiçosos. Vontades de ir ou de voltar. Beijos parados em nuvens no ar. Assim, Tito apreciava um livro do Rubem Fonseca. Surpresa. Paixão. Violência. Ria à toda. Olhava as morenas, as loiras e também as ruivas. A biblioteca iluminada. Ele procurava um grande amor? Procurava uma emocionante aventura? Amizades? Sorrisos em resposta. Encontrava tudo no livro e apenas se distraia com mulheres. Porém, apenas com aquelas que sorriam em resposta. Tito se lembrava das canções do Chico e do Tom. “Pronto! O sol de Curitiba piscou e foi descansar.” Ele fechou o livro, parou de sorrir e voltou para casa.

Sobre Belão

Escritor, Professor e Publicitário. Não necessariamente nessa ordem. "Ele soava como um delírio de uma mente cansada da banalidade do segunda-à-sexta. Parecia daqueles que desfilam descuidados pelas ruas, sem se deixar afetar por nada ou ninguém. Com estilo próprio por excelência de consciência e com personalidade mais do que confusa pela falta de linearidade de todas suas idéias, pensamentos, ironias, citações e crises apocalípticas de descontentamento pelo mínimo que o existir exige."
Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

11 respostas para Sol na Biblioteca

  1. Ana Carol disse:

    Felipe!!!meu amigo escritor……….passei aki pra deixar um oizinho!!!!!bjinhossss

  2. mercedes disse:

    " A biblioteca iluminada." Adoooro…E adoro o jeito que o Tito sai de casa.Rubem Fonseca sortudo!!Beijos.

  3. Fernanda disse:

    Hi honey!!! Então, tá aqui o comentário q vc queria! eu não tinha comentado antes pq realmente n tinha dado tempo (essa minha vida corrida de figurinista…) mas vc sabe q eu adoro as coisas q vc escreve e apóio 100% né? só espero q agora vc coloque aqui e eu não precise mais ficar insistindo pra vc me deixar ler! |Bjinhusssss

  4. Dani disse:

    Acho que você deveria conhecer só uma morena… hahahahJá está nos meus favoritos… passarei sempre por aqui!Beijos!

  5. Heloísa disse:

    eu so acho q o tito devia psicar de volta pro sol.. e sorrir pra lua.. n voltar pra casa com cara de quero continuar sorrindo SO pras mocinhas!!! huahuhuauha

  6. Felipe disse:

    Heloísa,O Tito é complexo. Gosta de olhar. Admirar. Sorrir. Roubar sorrisos. Sempre com admiração e respeito… aos livros e às mulheres.

  7. Francielle disse:

    Oi Fe, fico muito feliz de você estar escrevendo… Estarei sempre por aki para ler e comentar… Se cuida!! E obrigada por tudo!! Beijão.

  8. Bruno disse:

    Pois é Titão… É o sol que se poem de vagar e é essa vida bandida que não nos deixa em paz.Grande blog, futuro promissor! Meus comprimentos. Hails!!!Abraços

  9. Alana disse:

    Tô sentindo que o Tito é um hábil pegador.daqueles que ficam em bibliotecas fingindo que lêem, mas na verdade estão ali unica e exclusivamente pelas saias.Ou talvez isso seja só uma impressão influenciada pela foto com cara de maluco.mas enfim, se Tito for mesmo um psicopata escolhendo uma presa, diga pra ele poupar as ruivas. Elas são lindas e restam poucos exemplares!

  10. Rafaela disse:

    Como te dise pelo telefone… estou aqui me deliciando com seus textos… imagino que a madrugada de hj tenha sido produtiva… esperarei ansiosamente pelo próximo post e/ou próximo conto scrapiano.Beijo.

  11. Rafaela disse:

    Eita tecladinho ruim este meu é DISSE e não dise.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s