Arquivo do mês: setembro 2005

O Primeiro Herói Curitibano

Dia normal. Mais um final-sem-nada-pra-fazer-de-uma-semana-entediante. Palavras amontoadas. Alguns textinhos sem gosto nem graça. Alguns roteiros encomendados. Dinheiro que entra. Filmes em DVD. Dinheiro que sai. Tito passeava sozinho pelo shopping. A FNAC como seu parque de diversões. O celular tocou. … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 13 Comentários

Sem Horizonte

Existem amigos com os quais se briga, mas nunca se perde. Que se afasta por ocasiões e imposições da vida e do destino. Que se desencontra por motivos de desordem geográfica ou descaso temporal. Porém, nunca se esquece. Sempre se … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 14 Comentários

Quem tem medo de COMBALIDIAR? “Eu não!”

A insônia sempre traz consigo as palavras erradas. Completa confusão mental. Não havia nem chance de Tito dormir com tantas frases mal construídas em seus pensamentos. Tantas idéias erradas que sua cabeça cincungirarrevoava em torno de lembranças estranhascuras. Não precisava … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 10 Comentários

Morte ou Independência?

Sete de Setembro. A maioria triste de um povo ignorante não sabe diferenciar a proclamação da república do dia da independência. Tito deita sem dormir, na esperança de um país de verdade. Independência de verdade. “Nem melhor, nem pior. Só … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 9 Comentários

Sombra na Outra Lembrança ou na Voz Maldita

Escolher os caminhos certos. Passos seguros. Profissão certa. Carreira de sucesso. Mulheres certas. Relacionamentos perfeitos. Amigos certos. Companheirismo fraternal. Idéia certa. Textos bem escritos. Bebida certa. “Cerveja encorpada.” Tito caminhava na certeza de que não se arrependia de muita coisa. … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 17 Comentários