Arquivo do mês: junho 2007

Previsões de um Natal Titânico

  Há quem joga o sonho pra longe, planeja em longo prazo, a perder de vista. Existem também aqueles que jogam pedras nas ilusões, vivem com prazo de validade, sem perder nada de vista. Tito era um excelente meio termo … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 2 Comentários

Solidão: presente ou perdida?

  Tito olha pela frestinha da janela da cozinha enquanto a água ferve. O barulho que vem do fogão não incomoda, tampouco a respiração ofegante do cachorro ou a brisa que entra devagar pela janela. A solidão é palpável. Não … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 4 Comentários

Bem solto

  Solto um grito rouco, louco, pouco… …e o mundo só responde em eco, seco, oco.   Eu escuto: "quem nasce perdido, pedido, sentido"… …caminha sempre reto, incerto, deserto.   Por isso solto um grito… …do meu jeito bem solto… … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 6 Comentários

Me too…

  (texto a quatro mãos: as duas do Felipe Belão Iubel e as duas da Alice “Wonderland Girl” Salles – “ela, puro sentimento” diz Tito)   “Amo quando a gente respira fundo e o ar gela os pulmões…” Tinha passado … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 2 Comentários