Arquivo do mês: setembro 2007

O Universo tem sorriso torto

Existiu um momento em que, deitado na rede, enxerguei o Universo em toda plenitude e certeza. Tinha cara de Destino e sorria torto e desatinado, sóbrio e bem educado. Eu queria até contar, dizer ou, quem sabe, fofocar o que … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 3 Comentários

Cerveja, chinelos e jasmim

    Tito perdia os chinelos. Era sonho, tudo bem, mas perdia os chinelos. Havia música boa e cerveja. Pessoas que não merecem ser citadas e cerveja. Grama úmida, pé descalço e cerveja. Tinha também tristeza e alegria alternadas num … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 3 Comentários

Amanhã tem fé

    “Eu poderia escrever os versos mais tristes essa noite.” Mas não quero. Não quero nem escrever, pensar. Deito com fé no amanhã. Com paixão guardada. Com casa vazia e coração incompleto. Durmo sem aproveitar cada segundo. Adormeço sem … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário