Arquivo do mês: julho 2008

Visão da estrada

  Quando me deparei na estrada parado, levei um susto. Um comboio todo de vida, dias e tempos passara por mim. Então, desatei a pensar. Quando eu era criança era assim. Dias passavam rápido demais e, de uma hora para … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 2 Comentários

Desejo Perdido

  Minha vida recomeça em meio a fatos e fotos espalhados. Minhas lembranças se estendem às duas últimas semanas que correram como num delírio de dias de sol em pleno inverno alquebrado. Não há muito o quê dizer sobre minhas … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 3 Comentários

Mistério sob letras IV

  Eu volto meus olhos para o texto e encontro as mesmas palavras. Nada de clímax, desfecho ou fim, como você sugeriu. Apenas encontro mais mistério e dúvidas, muitas dúvidas. Ficou-me, em meio a isso tudo, apenas a promessa de … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Mistério sob letras III

  Chega de primeira pessoa. Essa é minha afirmação e pedido para as próximas cartas. O negócio agora é falar de perto. Falar como quem canta ao coração. E, falo isso, partindo do princípio que posso corrigir minha aparente “falta … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 1 Comentário