As certezas de qualquer juventude

Salve o dia intenso que nos faz sentir a vida fluindo e o tempo se manifestando em sua suave e fluida passagem, meu passeio onírico.

Há rigidez ao tentar ignorar o que passa: a fragilidade do tempo que em outra época costumava ser suave, singelo com minha eterna juventude.

Sonha, Madrugada. Sonha que acaba em sonhos repetidos… Sonha que há sol, o calor de ser e a etérea eternidade. Estéril cidade. Futura, futuro idade. Cobertores ao bater de ondas, quiçá de asas.

E ele sonha. Espere, sou eu quem sonho ainda mais e mais uma vez. Na outrora perdida costumava haver tantos passeios por essa terra de madrugar. A gente sonha tanto quando é criança e troca as delícias desses paraísos ingênuos e coloridos pelos problemas de pesadelos de rotinas ou pelo negro e esquecido momento registrado em nossa retina de adulto que perde em imaginação.

E a madrugada rebate insone. Mistura os gostos e cheiros de sua solitude com a razão que insiste em jamais abandoná-lo.

Logo chegam pálpebras insistentes, confundem-no.

Oniricamente se encanta pela sinestesia de parecer não existir, ainda que por instantes. Reticências o cobrem e cenários de livros fantásticos o conduzem para uma infinidade de nomes iguais, famílias sem capacidade de ensinar novos, mas que sussurram antigos valores como ouro perdido.

E ventos o levam e ele desperta mais de quatrocentas vezes dentro da mesma realidade, mesmo sonho. Porém, como adulto ele não tem imaginação e como criança não lhe sobra sequer uma certeza.

Sobre Belão

Escritor, Professor e Publicitário. Não necessariamente nessa ordem. "Ele soava como um delírio de uma mente cansada da banalidade do segunda-à-sexta. Parecia daqueles que desfilam descuidados pelas ruas, sem se deixar afetar por nada ou ninguém. Com estilo próprio por excelência de consciência e com personalidade mais do que confusa pela falta de linearidade de todas suas idéias, pensamentos, ironias, citações e crises apocalípticas de descontentamento pelo mínimo que o existir exige."
Esse post foi publicado em dream, intensidade, loucura, Paz, Poesia, solidão, Sonhos, tempo, viver. Bookmark o link permanente.

8 respostas para As certezas de qualquer juventude

  1. Silvia disse:

    Profundo ã… texto pra ler de volta e pensar….

  2. Belão disse:

    Valeu, Silvia. É uma reflexão da madrugada. Em meio ao piscar de olhos de sonhos…

  3. Luci disse:

    Misturar sonho e realidade enquanto estamos acordados…é dom ou maldição?
    Parabéns pelo texto. Adorei!

  4. Toda madrugada é uma seção de reflexões. Toda reflexão uma incógnita. E o Belão, um romântico perdido, hahaha. Adorei o texto, beijos.

  5. Anônimo disse:

    Ouça um bom conselho
    Que eu lhe dou de graça
    Inútil dormir que a dor não passa.

  6. Belão disse:

    Dormindo ou acordado, gente, o diálogo é constante. vide próximo texto.

  7. Lara Bona disse:

    …Suave é a noite, suave é…
    Tenho um amigo que sempre fala: “Para que dormir se eu posso piscar!” 😉

  8. Belão disse:

    ahhaha boa, Lara =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s