Lua… e seus significados

Lua

Somos despretensiosos em nossos gestos. Acreditamos perdido aquilo que podemos chamar de amor. Somos tristes nas horas erradas. Decisivos nas horas imprecisas e contamos com a resiliência dos outros, mas nunca com a de nós mesmos.

Somos devotos de uma busca sagrada do amor e perdemos coisas, sentimentos e o próprio amor pelo caminho. Por causas nobres ou não, sofremos com a falta. Lamentamos a tristeza de nunca mais sorrir da mesma maneira.

Somos fracos, quando mandamos mensagens. Somos fracos quando não dizemos a verdade sobre o arrependimento e as situações de vida que jamais nos esqueceremos. Somos fracos ao negligenciar o sentimento intenso que foi perdido. Aquele do que eu contei e do que você contou e do que fazemos em seguida.

Afinal, se fomos tão felizes, não deveríamos desperdiçar, nem mesmo as simples ligações curiosas, atemporais, coniventes, desejosas, afetuosas quiçá. Elas exacerbam nossa paixão latente, nosso desejo que nunca deixou de existir. A alegria que nunca saiu dos lábios.

E, desse jeito sem resposta direta, nos perdemos. Sem saber de nada. Na falta de duas pessoas e não apenas uma. Na falta de uma resposta maior, na sensação de que muito se ficou por viver. Arrependimento dos tempos? Não sei. Foi como deveria, como não deveria. Partiu meu coração e o de mais gente. Não sei.

Só penso que esses impactos da vida, nos abrem o peito. Escancaram as tripas, pisam lá dentro provocando uma dor que permanecerá até que haja resposta, um meio ou um fim. Para os otimistas, um novo começo.

Essa é minha melhor declaração. Com a falta que sinto de adulto e, na mesma intensidade absurda, criança.

Sobre Belão

Escritor, Professor e Publicitário. Não necessariamente nessa ordem. "Ele soava como um delírio de uma mente cansada da banalidade do segunda-à-sexta. Parecia daqueles que desfilam descuidados pelas ruas, sem se deixar afetar por nada ou ninguém. Com estilo próprio por excelência de consciência e com personalidade mais do que confusa pela falta de linearidade de todas suas idéias, pensamentos, ironias, citações e crises apocalípticas de descontentamento pelo mínimo que o existir exige."
Esse post foi publicado em amor. Bookmark o link permanente.

9 respostas para Lua… e seus significados

  1. JuniorGros disse:

    Certas partidas são como dentes que caem, mas quase nunca há uma fada para trazer recompensa. Então, compensa?
    Não sei.

    Ótimo texto.

  2. Belão disse:

    Ah! São as confusões eternas. Os amores que ninguém nos compreendeu. A falta de dizer…

  3. Janaina disse:

    Passo constantemente por aqui, mas sempre guardo os comentários… Difícil dizer alguma coisa! Seu textos são intensos… Sempre me fazem pensar!
    Mas concordo! “Somos fracos quando não dizemos a verdade sobre o arrependimento e as situações de vida que jamais nos esqueceremos.”
    Nunca deveríamos deixar de falar…
    Beijo Belão!

  4. Belão disse:

    Valeu, Jana! Intensidade é o único caminho da minha literatura. Beijo!

  5. amenriconi disse:

    E na falta de palavras, no dito pelo não dito, quantos diálogos vamos construindo em nossas mentes, quantos pensamentos que acabam por moldar com outras formas aquilo que conhecíamos como verdade. Ótimo texto!

  6. Belão disse:

    Obrigado. Complexo viver num universo de possibilidades e gestos. 🙂

  7. Lara Bona disse:

    Lendo urgentemente… Curiosidade sobre o final!
    …E depois, lentamente apreciando o que leva a um sinal…
    + força + mostrar intensidade + falas… – fraqueza

  8. Belão disse:

    exato, Lara! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s