Arquivo do mês: dezembro 2012

2013 Universos de realizações

Tudo que sobreviveu ao fim do mundo, cresce da mudança do homem que surge. Há paz e bem, samba e amor, toda arte na intensidade da música. Encontramos as respostas em nós mesmo e já somos essa outra pessoa. A … Continuar lendo

Publicado em amor, Brasil, Literatura, Paz, viver | Deixe um comentário

Natal que vai, Natal que vem

Quando o dia termina, nos resta esperar o próximo. O que vem sempre soa melhor do que aquele que passou. É justo se pensarmos que adicionamos à realidade o imaginado, que nessa altura dos acontecimentos não decorridos, é inquestionável. A … Continuar lendo

Publicado em imaginação, natal, Sonhos | 2 Comentários

Parque de Natal

Abro a porta e a casa cheira a incenso e tempero a base de sal e cravo. Há perfumes de diferentes cores no ar. O copo está gelado sobre a mesa da cozinha limpa que aguarda com o fogão a … Continuar lendo

Publicado em gosto das coisas, natal, Sonhos | 2 Comentários

MicroNatal

I … Um dia sentei numa cadeira da cozinha, encostado ao azulejo gelado da parede. Escutei ele falar sobre amor, sobre panelas e sobre sonhos. Imaginei um futuro no natal. Cada prato uma festa, cada festa uma palavra e um jeito … Continuar lendo

Publicado em infância, natal | Deixe um comentário

O aluno que virou anjo

Meu mundo dormiu triste e acordou sem sorrisos. A razão das coisas tem seu tempo inventado para que tenhamos noção da nossa passagem, de nossos dias. Enquanto dividimos essa fatia de horas com as pessoas que nos são queridas, ousamos … Continuar lendo

Publicado em Amizade, Anjo, intensidade, morte, paixão, publicidade, respeito, viver | 19 Comentários

O fim do mundo e outros apocalipses

O sono se esvai em um sonho que me diz: um grande erro não justifica o medo. E assim começa o texto de final do mundo. Sem muito a dizer além do bom conselho de não temer e não dormir … Continuar lendo

Publicado em amor, declarações, esperança, filosofia, fim do mundo, gosto das coisas, intensidade, paixão, Poesia, sol, Sonhos, tempo, Trepar intensamente, viver | 8 Comentários