Arquivo da categoria: ficção

Certeza de José

Seu José rezou pra São José, pois a razão de viver escapou de sua mão ainda que por instantes. É comum em seu vilarejo que pessoas de bem se percam no vazio da solidão. Por isso que não lhe estranha … Continuar lendo

Publicado em dream, ficção, imaginação, paixão, Paz, solidão, Sonhos, tempo, viver | Deixe um comentário

Futuros Amantes

Ele decidiu acordar sem dormir, passar a mão gentilmente pelo lençol branco. Havia um perfume no ar e ele levantou para passar uma água no rosto. O pó do café acabara. Não havia sequer uma gota de chá do dia … Continuar lendo

Publicado em ficção, intensidade, Love, paixão, Sonhos, tempo, Trepar intensamente, tudo brincadeira, viver | 9 Comentários

Você foi?

Eu fui. Perguntaram se eu topava, ué. Eu topei. Acertei os ponteiros com a rotina. Fiz as malas com cuidado para não esquecer as cuecas. Escovei os dentes, esqueci de pentear os cabelos e saí. Ainda estava perturbado pelo dia … Continuar lendo

Publicado em ficção, loucura | 14 Comentários

Crônica da Literatura Anunciada

Você encontra o livro Vitrine de Sonhos na FNAC do Shopping Barigui, Rede Saint Germain, Banca do Batel, Leia Bem do Shopping Mueller, Banca Bom Jesus e outras livrarias. Além do site da Livraria Cultura, clicando aqui. Era um tempo de … Continuar lendo

Publicado em amor, arte, ficção, FNAC, intensidade, Livraria Cultura, livro, livro do Belão, Love, paixão, profissão, tempo, Tito Tassus, Vitrine de Sonhos, viver, words | 14 Comentários

Pré-carnaval de Curitiba

(foto do Julio Garrido que achei neste blog) Albert ou Alberto já disse: “A imaginação é mais importante que o conhecimento.” Então, por que diabos desistimos de imaginar e mergulhamos na rotina? Quando linhas são desenhadas no chão e pontos … Continuar lendo

Publicado em arte, brincadeira, carnaval, chuva, ficção, intensidade, loucura, música, respeito, tudo brincadeira, viver | 3 Comentários

A derrota do celular pra piscina

(sério: se for dirigir, não beba) Bar. Bar. Bar. Muitas moedas caem. Entre um copo e outro, fica aquele gosto de férias que chegam ao fim. Entre a consciência da moderação e de deixar o carro em casa sempre, eu … Continuar lendo

Publicado em arte, brincadeira, ficção, intensidade, loucura, piscina, quintal, sol, tempo, tudo brincadeira, viver | 5 Comentários

O homem que pulou a janela

“Qualquer dia, eu pulo.” Ele repetia para seu pai em meio a um sorriso de moleque. O pai fazia de conta que não sabia do que ele falava. Era mais fácil para os dois manter a brincadeira e não rir … Continuar lendo

Publicado em amor, dream, ficção, gosto das coisas, infância, loucura, morte, paixão, sol, tempo, tudo brincadeira, viver, words | 8 Comentários