Arquivo da categoria: Sonhos

Pare de reclamar e vá se inspirar

Sim, o mundo todo tem problemas. E você tem sua variação particular destes em seu microambientezinho redundante. Somos feitos de aço na medida em que superamos a vida de cabeça erguida. Vale o amor, vale paixão e até uma pitada … Continuar lendo

Publicado em amor, declarações, filosofia, Liberdade, Nascimento, paixão, Paz, Pão com Manteiga, sol, Sonhos, tempo, Trepar intensamente, viver | 14 Comentários

Quando nevar

Quando nevar, eu vou. Vou terminar essa frase, preencher essa folha em branco, conversar em busca de sentenças, viver de acordo com meus termos, meu tempo, meu gosto e solidão. Nem me incomodará o olhar desentendido, a ferida que se … Continuar lendo

Publicado em Curitiba, declarações, esperança, solidão, Sonhos | 6 Comentários

Dia do apaixonado

Tenho que confessar. Sou um eterno apaixonado, piegas na alma. Adoro este dia, ainda que eu dance apenas comigo mesmo. Suspiro ao vento, faço jantar pra mim mesmo e abro um bom vinho. Sou intenso em minha solidão ao mesmo … Continuar lendo

Publicado em amor, declarações, paixão, Paz, solidão, Sonhos, tempo, Trepar intensamente, viver, words | 20 Comentários

Amar é meu lugar

Nasci ao meio-dia de noite de lua cheia. Sonhei já no primeiro instante. Cresci, vi a vida chegar perto, levar pessoas e coisas pra longe, numa ordem natural do que pode acontecer. Amei, sou filho, irmão, sobrinho, primo, amigo, professor, … Continuar lendo

Publicado em amor, chuva, Cores, declarações, dream, estações do ano, fim do mundo, gosto das coisas, infância, intensidade, Liberdade, Literatura, livro, livro do Belão, Love, paixão, Paz, Poesia, profissão, publicidade, respeito, sol, Sonhos, tempo, Tito Tassus, Trepar intensamente, Vento, Vitrine de Sonhos, viver, Vodka | 8 Comentários

Do coração de um país esquecido

Ou Do coração das amizades improváveis Hey Kelvin, Oh Giselda! Feridas abertas na ponta da mesa. Tem dias que ela acorda carregando todas as dores do mundo. Assim mesmo, no gerúndio, hiperbólica, tê-pê-êmica e com seus sonhos de viajar por … Continuar lendo

Publicado em Amizade, amor, arte, Brasil, declarações, infância, intensidade, Liberdade, Literatura, livro, midi-chlorians, paixão, Parceria, Revolução, sol, Sonhos, tempo, viver | 4 Comentários

Natal que vai, Natal que vem

Quando o dia termina, nos resta esperar o próximo. O que vem sempre soa melhor do que aquele que passou. É justo se pensarmos que adicionamos à realidade o imaginado, que nessa altura dos acontecimentos não decorridos, é inquestionável. A … Continuar lendo

Publicado em imaginação, natal, Sonhos | 2 Comentários