Arquivo da categoria: morte

O aluno que virou anjo

Meu mundo dormiu triste e acordou sem sorrisos. A razão das coisas tem seu tempo inventado para que tenhamos noção da nossa passagem, de nossos dias. Enquanto dividimos essa fatia de horas com as pessoas que nos são queridas, ousamos … Continuar lendo

Publicado em Amizade, Anjo, intensidade, morte, paixão, publicidade, respeito, viver | 19 Comentários

Perfumes e cheiros das louças

Levanto. Deslizo a mão pelo peito para ter certeza de que ainda está lá. Sinto o perfume do lençol e logo troco pelo cheiro do café. Dia toma forma, abro a janela para a primeira xícara de luz. Aonde vou … Continuar lendo

Publicado em chuva, Cores, janela, morte, quintal, viver | 2 Comentários

Rotina ou ar

Confunde-nos o gosto, o sabor feito das coisas realizadas. Confunde-nos e nos reinventa feito bonecos do mais branco e puro pano. Desmembra-nos feito sem alma, perdidos em devaneios distantes. Esquece-nos feito espantalhos de um amor servil. Interpela a nosso silêncio … Continuar lendo

Publicado em loucura, morte, viver | Deixe um comentário

Monólogo Cama Mundo

Todos nós temos muito que fazer. Os dias correm cinzas. O sol é visita aguardada que faz questão de não comparecer ou de ir embora cedo demais. As portas estão fechadas, cada uma de um jeito, com cadeado por dentro … Continuar lendo

Publicado em declarações, fim do mundo, Liberdade, morte, paixão, Paz, sol, solidão, tempo, viver | Marcado com | 8 Comentários

O ano nunca mais acabou em busca de sentido

Um dia vou ser como eu mesmo sou. Não sei direito o que esta frase significa, mas acho que tem alguma coisa com a arte do autoencontro. Aliás, vivo revivendo, relendo e pensando no que o Leminski escreveu sobre o … Continuar lendo

Publicado em morte, Nascimento, Poesia, tempo, viver, words | 7 Comentários